24 de abril é dia de preparar churrasco e chimarrão

No sul do Brasil não existe nada melhor do que relaxar depois de um dia exaustivo com um tradicional chimarrão ou até mesmo celebrar as conquistas com um delicioso churrasco. Esses costumes de origem nativista são tão apreciados no País que ganharam até data comemorativa no calendário. O Dia do Churrasco e do Chimarrão é comemorado neste domingo (24).

Para garantir o almoço ou um jantar especial no fim de semana, a nutricionista do Fort Atacadista, Letícia Tizziani, destaca os benefícios da carne vermelha e fala sobre as vantagens da bebida que conquista o coração dos sulistas, especialmente a população que tem os costumes nativistas enraizados.

A carne vermelha tem suas vantagens e desvantagens, mas a nutricionista afirma que pode ser muito benéfica para a saúde se acrescentada na alimentação de uma forma equilibrada. “Ela é extremamente nutritiva, pois possui vitaminas B6 e B12, ferro, zinco e minerais. Também é rica em proteínas, que ajuda no combate da fadiga e da anemia, além de contribuir para a cicatrização dos tecidos”, ressalta Letícia.

Outros benefícios da carne vermelha são a prevenção da diabetes e o combate a depressão.   “Em contrapartida, o consumo excessivo do alimento também pode aumentar o risco de doenças cardíacas, câncer e infecções intestinais, além de intensificar a acidez do sangue”, complementa a nutricionista.

CHURRASCO

Um exemplo da valorização dos costumes gauchescos é a programação especial dedicada para os sulistas em setembro, no mês em que se comemora o Dia do Gaúcho, principalmente para reforçar a importância da cultura.

Todos os anos o Fort Atacadista promove eventos que incluem música nativista, chimarrão e churrasco. No último ano, o momento contou com a presença do assador Renato Trentin, também conhecido como Barba Ruiva, que compartilhou uma experiência gastronômica ao preparar a costela fogo de chão.

O gerente regional do Fort Atacadista Éderson Fiorese é gaúcho natural de Erval Grande (RS) e destaca que também já está no DNA do atacarejo honrar a cultura local de uma região que acolheu a rede com tanto carinho. “Temos um carinho imenso pelo oeste catarinense e criamos laços afetivos com nossos clientes. É indispensável valorizar uma tradição que agora também está em nosso sangue e, principalmente, em nosso paladar, com o sabor especial do churrasco!”.

CHIMARRÃO

Para experienciar  toda a tradição, a nutricionista também afirma que o chimarrão é um excelente aliado para a saúde. “A bebida possui nutrientes, como vitaminas, alcalóides, antioxidantes, polifenois e minerais, que diminuem o cansaço, combatem o envelhecimento celular, aumentam a energia, protegem o coração e contribuem para o bom funcionamento dos rins e do intestino. Porém, é necessário lembrar que chimarrão não é água”, alerta Letícia.

SOBRE O FORT ATACADISTA

Criada em 1999, com a abertura de sua primeira unidade na cidade de Joinville, em Santa Catarina, a rede Fort Atacadista é a bandeira de atacarejo do Grupo Pereira, um dos maiores varejistas de alimentos do Brasil. Com 48 unidades distribuídas nos estados de Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e no Distrito Federal, o Fort Atacadista se destaca pelos preços competitivos, pela excelência em produtos perecíveis e pela arquitetura moderna de suas lojas, que oferece layout planejado para facilitar a jornada de compra do cliente, além das facilidades de pagamento e benefícios oferecidos pelo Vuon Card, cartão de crédito próprio do grupo.

Fundado em 1962, em Santa Catarina, o Grupo Pereira é detentor ainda de redes de varejo alimentar, atacado de distribuição, farmácias e um posto de combustível, além do braço financeiro Vuon e de logística Perlog. Com mais de 16 mil colaboradores, está presente nas regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste. Saiba mais em www.fortatacadista.com.br e www.grpereira.com.b

Foto 11 – Para honrar a cultura rio-grandense, o Fort Atacadista promove anualmente uma programação especial na semana do Gaúcho (Foto: arquivo).

Foto 12 – Nutricionista explica os benefícios do chimarrão (Foto: arquivo).