Ação conjunta realiza prisões em fiscalização de comércio de peças usadas em Tubarão

Uma ação conjunta da Polícia Civil, do Instituto do Meio Ambiente (IMA) e da Fundação do Meio Ambiente de Tubarão (FUNAT) cumpriu mandados de busca e apreensão durante uma fiscalização em um comércio de peças usadas em Tubarão, Sul do Estado. Três pessoas foram presas.

A operação ocorreu na tarde de terça-feira (21) e foram fiscalizados dois depósitos de uma mesma empresa, nos bairros Humaitá de Cima e Sertão dos Correas. Pela Polícia Civil, atuaram a Delegacia de Delitos de Trânsito, Crimes Ambientais e Crimes Contra o Consumidor e a Delegacia de Polícia da Comarca de Tubarão.

A ação tinha como o objetivo fiscalizar e identificar o descarte irregular de resíduos sólidos. No local, foram encontradas várias peças de veículos, em sua maioria a céu aberto e depositadas em solo não impermeabilizado. Algumas peças como motor e caixa de câmbio tinham vazamento de óleo diretamente no solo, causando a sua contaminação e os locais não possuíam licença ambiental.

Com isso, os três sócios/proprietários da empresa foram autuados em flagrante como incursos nos crimes dos artigos 54 e 60, da Lei 9.605/1998, sendo soltos após o pagamento da fiança.

Com esta ação, busca-se proteger o meio ambiente, atenuando os impactos negativos do lançamento de poluentes no solo. Todos os estabelecimentos comerciais fiscalizados estavam em situação irregular.