CGE cria robô para ampliar controle das compras públicas de SC

Foto Claudio Dubina /CGE

A Controladoria-Geral do Estado, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação (Fapesc), desenvolveu um robô para auxiliar os auditores na coleta de informações sobre compras governamentais. O bot foi batizado de Cintia, sigla para Coleta de Informações para Tratamento Inteligente e Análise.

No seu primeiro trabalho, o robô vasculhou e organizou as informações de 12.500 solicitações de licitações autorizadas pelo Grupo Gestor de Governo (GGG) e publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) em 2021. São mais de R$ 15 bilhões em compras.

As informações, apresentadas no DOE de forma não estruturada e em formato PDF, foram organizadas em tabelas e disponibilizadas em painéis do Sistema de Inteligência (BI-CGE). “É um volume enorme de informações, impossíveis de serem analisadas manualmente pela equipe da Auditoria-Geral”, afirma o Controlador-Geral do Estado, Cristiano Socas da Silva.

Ele ressalta que o robô não substitui o auditor, mas permite maior agilidade, reduzindo esforços manuais e dirigindo as ações para as atividades de análise. “A tecnologia é muito importante nesse momento de aumento crescente no volume de trabalho da CGE”.

O robô Cintia foi desenvolvido pela equipe de Informações Estratégicas da CGE, que conta com bolsistas da Fapesc. “A Cintia é um exemplo do que esperamos com os editais de chamada pública em cooperação com os órgãos e entidades do Executivo: promover a ciência e a inovação na gestão pública estadual”, afirma Fábio Zabot Holthausen, presidente da  fundação.

Neste primeiro momento, o robô atua no apoio do painel de Controle Organizacional Prévio para Análises Sistêmicas (COPAS) do BI-CGE. Criado para dar suporte ao controle prévio das licitações, contratos e aditivos, a ferramenta já está sendo usada pela equipe da Auditoria-Geral.

“Um dos nossos objetivos com o robô é substituir tarefas manuais, não intensivas em conhecimento, por aplicações executadas por softwares”, explica o coordenador de Informações Estratégicas da CGE, Edson Rosa Gomes da Silva. Ele adianta que novas aplicações estão em desenvolvimento para atender a Ouvidoria-Geral do Estado e a Corregedoria-Geral do Estado.

Sobre o Cintia

O robô Cintia é um código desenvolvido na linguagem de programação Python e será empregado em várias ações de enriquecimento de informações e interação de dados no Sistema de Inteligência da CGE. A criação do bot contou com a expertise da equipe da CIES. O script foi desenvolvido em conjunto, mas destaca-se a participação dos bolsistas do Programa Integrado de Inovação do Controle – 2021, uma parceria da CGE com a Fapesc.