Cultura açoriana no Brasil, Santa Catarina e Imbituba

Sant'Anna de Villa Nova, é berço da colonização de base açoriana na cidade de Imbituba

O berço da colonização e história açoriana se encontra em Imbituba, Sant'Anna de Villa Nova. Foi uma das freguesias mais antigas do sul do Brasil. Só essa informação já é de grande valia para ser destaque no cenário cultural da atualidade.

A Casa Açoriana Freguesia Sant'Anna de Villa Nova, foi inaugurada em 01 de julho de 2018. Um espaço cultural das manifestações folclóricas, culinária, econômica, social e religiosas de base luso-açoriana.

O objetivo da casa é servir de espaço memorável, com oficinas de artesanato, gastronomia, palestras, centro de estudos e demais outros aspectos da culta de base Açoriana.

 

 

Chegada da cultura açoriana no Brasil:

As primeiras povoações do litoral catarinense foram fundadas pelos portugueses nos seguintes locais:

  • Nossa Senhora da Graça do Rio São Francisco (São Francisco do Sul), em 1553;
    Nossa Senhora do Desterro (Florianópolis), em 1673;
    Santo Antônio dos Anjos da Laguna (Laguna), em 1676;

Os açorianos vieram um pouco depois. A história conta que foi entre os anos de 1747 e 1753 que os primeiros saíram de sua terra natal com destino a Santa Catarina. A viagem pioneira percorreu 8 mil km e durou 12 dias, chegando à baía norte da Ilha de Santa Catarina em 6 de janeiro de 1748. Esses imigrantes, 461 pessoas no total, ficaram em quarentena por 42 dias e desembarcaram em Nossa Senhora do Desterro em 22 de fevereiro. No total, foram cerca de 6 mil portugueses que vieram das Ilhas do Açores para construir uma nova vida na região.

No entanto, se decepcionaram, pois, o clima não era favorável para instalar moinhos de trigo. Assim, seu plano inicial teve de ser abandonado. Foi então que eles conheceram os índios e passaram a viver da plantação de mandioca e da pesca. A partir daí, começaram a construir casas e constituir famílias.

A cultura açoriana foi predominante na região por alguns séculos e continua a ser representada fortemente na capital e em algumas outras cidades, como Imbituba e Laguna.
A manifestação da religiosidade popular tradicional foi trazida pelos imigrantes açorianos por volta de 1715.

Sua culinária típica enriquece as opções gastronômicas do litoral catarinense com pratos feitos à base de peixes, moluscos e crustáceos. A tradição do artesanato pode ser notada em trançados de rede, rendas de bilro e tramoias, tapeçarias de tear e na confecção de esteiras, balaios e gaiolas.

O folclore é representado por danças e folguedos. Os principais exemplos são a dança de pau de fita e o folguedo do boi de mamão. Já os traços da arquitetura açoriana podem ser vistos no casario colonial e nas igrejas católicas, que remetem à religiosidade que acompanhou o povo. Atualmente, as casas não são mais como as antigas, mas as que restaram foram tombadas e viraram patrimônio.

Arquitetura açoriana em Santa Catarina:

Quando os açorianos chegaram a Nossa Senhora do Desterro, se inspiraram na arquitetura açoriana, mas incorporaram materiais próprios do litoral catarinense. A pedra aqui encontrada era muito pesada. Então, a madeira foi o que predominou nas construções erguidas pelo povo. As casas eram baixas. Por razões de segurança e economia, eram pegadas umas às outras, como geminadas. Com testadas pequenas e duas águas, iam se alinhando pelas ruas estreitas. Esse estilo criava um corredor contínuo de edificações bem semelhantes. As janelas tinham formato retangular. No lugar de vidro, era usada a madeira, com abertura para o lado de dentro da residência. Os ornamentos variavam de acordo com o poder aquisitivo de cada família. Quanto mais possuíam, mais enfeites, eiras e beiras as casas tinham. As edificações eram construídas no alinhamento da rua.

Cultura Açoriana em Imbituba:

Neste domingo, 19, se deu início as comemorações pelos 64 anos de aniversário do município. E com isso, uma roda de conversa foi organizada na Praça Henrique Lage, no centro da cidade. O intuito era contar e relembrar as raízes históricas da cultura açoriana.

Apresentações como Boi de Mamão, Roda de Capoeira, Apresentação cultural com o Grupo Imbé, tirolesa, passeios de Maria Fumaça e o Festival Gastronômico de Roça Grande, mostraram um pouco da tradição e cultura dos primeiros colonizadores de Imbituba.