Entrevista de Jorginho no Podpah ganha repercussão internacional

Por Anna Luiza Siqueira

O atleta criticou os critérios utilizados pela FIFA na classificação das seleções que vão para a Copa do Mundo. "É ridiculo isso [...]", comentou o jogador.

Na última terça-feira, 19, o jogador do Chelsea, imbitubense, Jorginho Frello, participou do maior podcast do Brasil, o Podpah, apresentado por Igor Cavalari (Igão) e Thiago Marques (Mítico), com mais de 5 milhões de inscritos no YouTube. O atleta contou um pouco da sua trajetória e momentos importantes até a chegada no clube inglês.

O Podpah foi criado durante a pandemia da Covid-19, surgiu nos estúdios Flow, e logo depois seguiram seu próprio rumo. A ideia do projeto é similar a outros podcasts de sucesso atualmente: criar um espaço de liberdade de ideias onde os convidados especiais possam expressar suas opiniões sobre vários assuntos sem filtro.

O atleta, Jorginho, iniciou o bate-papo contando sobre o começo da sua carreira. A ida para a Itália muito jovem, enfrentando desafios longe de casa e da família. Em Imbituba, participou de alguns projetos de futebol, logo depois peneiras nos times do São Paulo, Palmeiras e Internacional, mas não deram sequência. No entanto, foi para uma categoria de base na cidade de Guabiruba, ainda em Santa Catarina, por convite de um empresário italiano.

Contou que passou dificuldades durante os dois anos em treinamento. Mencionou, também, que sua mãe queria o levar embora após visitar o alojamento do clube onde ele estava.

Com um talento incrível herdado pelos pais, Jorginho embarcou para Itália com apenas 15 anos de idade. Ganhando somente £20 por semana, durante 1 ano e meio, o jogador descobriu que o seu empresário, naquela época, pegava quantias a mais dele e dos seus colegas de base. Contou para Igão e Mítico que naquele momento ligou para a família para desistir de tudo, mas com muito incentivo, ficou e foi emprestado para um time de quarta divisão da Itália.

De volta para o time do Verona, Jorginho se destacou e foi comprado pelo time do Napoli. Fez seu papel e garantiu a vaga na seleção da Italiana, após se naturalizar como ítalo-brasileiro. Ao ser questionado por Igão e Mítico, se houve o convite para jogar na seleção brasileira, Jorginho menciona. “Sim, rolou uma conversa com a equipe, deu uma balançada porque eu tinha jogado dois amistosos pela seleção italiana e ainda dava tempo de mudar. E também estava chegando a copa e eu não estava sendo muito convocado pela seleção italiana, mas sabia que iria chegar minha hora, porque eu estava muito bem”, afirmou Jorginho.

O atleta contou que ficou balançado com o convite após ver montagens na internet de fotos dele com a camisa amarelinha, disse que foi uma decisão difícil, e ligou para a minha família para saber a opinião deles, mas no fim teve certeza do seu compromisso com a seleção italiana. “A Itália me abraçou quando jovem, me acolheu e deu oportunidade, eu não poderia virar as costas, e não me arrependo da escolha que fiz de representar a seleção italiana. No fim eu tive certeza do meu compromisso com a Itália, minha palavra, minha decisão”, concluiu o jogador.

Falando em Copa do Mundo, Jorginho deixou uma fala polêmica sobre a Itália ter ficado de fora esse ano. “Para mim é ridículo ser campeão da Eurocopa e não ir direto para a Copa do Mundo”, apontou o jogador.

Em relação ao Chelsea, atual clube do jogador, Jorginho mencionou que está feliz e realizado no time. Hoje campeão da UEFA Champions League e Mundial de Clubes da FIFA 2021.

Divulgação: Podpah