Projetos de pesquisa avaliarão o impacto da rede 5G à economia pós covid-19

Qual o impacto da rede 5G para a economia catarinense? Como será a economia pós-covid-19? Como aumentar as exportações? Estas são algumas questões que norteiam uma chamada pública destinada a escolher projetos de pesquisa aplicada. Podem concorrer pesquisadores de Instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação de Santa Catarina. As inscrições estão abertas até 14 de abril.

O edital de apoio à pesquisa aplicada sobre complexidade econômica, inovação e prioridades para o desenvolvimento estadual catarinense é uma iniciativa da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) em colaboração com a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) e o Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina (IEL).

“Esta chamada pública busca criar conhecimento aplicado em Santa Catarina para gerar dados e informações essenciais para o planejamento e desenvolvimento de ações regionais e estaduais, bem como elaboração de políticas públicas que possibilitem o avanço de áreas e setores econômicos de nosso estado”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Fábio Zabot Holthausen. “A parceria da Fapesc, com a Fiesc/IEL, universidades e pesquisadores é uma estratégia importante para alcançarmos resultados relevantes e impactantes.”

Serão apoiadas propostas de projetos de pesquisa aplicada em cinco linhas temáticas: ampliação da compreensão da complexidade econômica de Santa Catarina, sobretudo frente às transformações econômicas pós-covid-19; avaliação para a priorização de investimentos em rodovias de Santa Catarina; avaliação das ações de fomento à atividade inovadora realizadas pela Fapesc em Santa Catarina; os caminhos para o crescimento das exportações industriais catarinenses; e impactos do avanço da digitalização da economia e da Internet 5G sobre a competitividade do estado de Santa Catarina.

Serão destinados recursos financeiros de R$ 500 mil, sendo que cada projeto poderá receber até R$ 100 mil, além de duas bolsas, cujos valores variam entre R$ 1.500 e R$ 4.500.

“O edital de economia industrial será fundamental para compreender melhor o impacto da indústria na economia e na sociedade de Santa Catarina, bem como os desafios e as perspectivas para que os diversos setores e regiões do Estado possam crescer de forma competitiva sustentável”, avaliou o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar.

Clique aqui para acessar o edital