Flamengo muda treinador antes do mata-mata da Libertadores pela quarta vez na gestão Landim

Paulo Sousa caminha cabisbaixo em Bragantino x Flamengo — Foto: Wilian Oliveira/Futura Press
Fonte ge

Abel pediu demissão, enquanto Domènec Torrent e Rogério Ceni foram despedidos pela direção rubro-negra

Na gestão do presidente Rodolfo Landim, garantir a classificação na fase de grupos da Libertadores não é sinônimo de permanência no cargo. Em todas as temporadas sob seu comando, o time mudou de técnico antes das oitavas de final da principal competição sul-americana.

O mesmo ocorrerá com Paulo Sousa, com sua demissão já decretada, mas ainda no cargo por indefinição da diretoria sobre sua participação ou não no jogo deste sábado, contra o Internacional.

Depois de dirigentes passarem a madrugada traçando estratégias de Atibaia ao Rio de Janeiro, a demissão ainda não foi oficializada, algo que pode resultar em mais um treinamento comandado por Paulo Sousa nesta quinta-feira. O técnico e sua comissão seguem programação normal na concentração do Flamengo nesta semana, no interior de São Paulo.

As trocas às vésperas do mata-mata de 2019 para cá

Em 2019, Abel Braga iniciou a temporada no cargo. A classificação para as oitavas de final aconteceu de forma dramática, com um empate sem gols com o Peñarol, em Montevidéu. O treinador já vinha sendo contestado e vaiado pela torcida.

Abel pediu demissão ao saber da procura por Jorge Jesus e deixou o cargo fazendo críticas fortes aos dirigentes. O português acabou fazendo um ano mágico na história do Flamengo.

O pedido de Abel Braga veio três dias após vitória por 3 a 2 no Brasileirão sobre o time misto do Athletico-PR.

Abel Braga Flamengo x Cruzeiro Brasileirão 2019 Maracanã — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

Abel Braga Flamengo x Cruzeiro Brasileirão 2019 Maracanã — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

Sai Dome, entra Ceni

No ano seguinte, Jorge Jesus saiu antes do início da Libertadores durante o período da pandemia de Covid-19 para voltar ao Benfica. Domènec Torrent assumiu seu lugar e fez uma campanha de 15 pontos conquistados na competição sul-americana em em 18 possíveis na fase de grupos, ainda que sofrendo com a perda de jogadores contaminados. Mesmo assim, goleadas no Brasileirão causaram sua demissão.

DUDU MACEDO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO — Foto: Domenec Flamengo Atlético-MG Mineirão

DUDU MACEDO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO — Foto: Domenec Flamengo Atlético-MG Mineirã

Ceni é substituído por Renato

Substituto de Dome, Rogério Ceni caiu nas oitavas de final da Libertadores de 2020 para o Racing, seguiu no comando, foi campeão brasileiro em 2020 e da Supercopa e do Carioca em 2021. Na Libertadores de 2021, terminou invicto a fase de grupos, com 12 pontos conquistados, mas questões internas de relacionamento com os jogadores pesaram.

Rogerio Ceni e Bruno Henrique em Atlético-MG x Flamengo — Foto: Fernando Moreno/AGIF

Rogerio Ceni e Bruno Henrique em Atlético-MG x Flamengo — Foto: Fernando Moreno/AGIF

Demitido, Rogério Ceni viu Renato Gaúcho assumir e ser vice-campeão da Libertadores e do Brasileiro. Renato conseguiu muitas goleadas tanto em território nacional quanto fora do país, mas a derrota para o Palmeiras na decisão continental, associada a métodos de treinamentos que receberam questionamento interno, foi determinante para a queda.

A diretoria, então, foi em busca de um técnico para o início da temporada e chegou a Paulo Sousa. O português também deixará o cargo no intervalo entre a fase de grupos e as oitavas de final da Libertadores. Ele tem a melhor campanha já feita pela gestão atual nesse momento da competição.

É, inclusive, a melhor do Flamengo em primeiras fases de Libertadores desde que começou a disputá-la. Porém o futebol inconsistente, as muitas experiências, o relacionamento ruim com o grupo e os vices no estadual e na Supercopa do Brasil acabaram por interromper a passagem do português pela Gávea.

Veja as campanhas de treinadores que deixaram o time antes do mata-mata

Abel na Libertadores 2019 - 10 pontos

5/3 - San Jose 0 x 1 Flamengo
13/3 Flamengo 3 x 1 LDU
3/4 Flamengo 0 x 1 Peñarol
11/4 Flamengo 6 x 1 San Jose
24/4 LDU 2 x 1 Flamengo
8/5 Peñarol 0 x 0 Flamengo

Domènec na Libertadores 2020 - 15 pontos

4/3 Junior Barranquilla 1 x 2 Flamengo
11/3 Flamengo 3 x 0 Barcelona de Guayaquil
17/9 Independiente Del Valle 5 x 0 Flamengo
22/9 Barcelona de Guayaquil 1 x 2 Flamengo
30/9 Flamengo 4 x 0 Independiente Del Valle
21/10 Flamengo 3 x 1 Junior Barranquilla

Rogerio Ceni na Libertadores 2021 - 12 pontos

20/4 Vélez Sársfield 2 x 3 Flamengo
27/4 Flamengo 4 x 1 Unión La Calera
4/5 LDU 2 x 3 Flamengo
11/5 Unión La Calera 2 x 2 Flamengo
19/5 Flamengo 2 x 2 LDU
27/5 Flamengo 0 x 0 Vélez Sársfield

Paulo Sousa na Libertadores 2022 - 16 pontos

5/4 Sporting Cristal 0 x 2 Flamengo
12/4 Flamengo 3 x 1 Talleres
28/4 Universidad Catolica 2 x 3 Flamengo
4/5 Talleres 2 x 2 Flamengo
17/5 Flamengo 3 x 0 Universidad Catolica
24/5 Flamengo 2 x 1 Sporting Cristal