PF esteve em Imbituba realizando operação de investigação a movimentações irregulares no mercado de câmbio

Divulgação PF

Quatro viaturas e vários policiais federais estiveram em uma casa de câmbio, localizada na Av. João Rimsa, Centro de Imbituba.

Em contato com agentes da PF, a nossa equipe foi informada que a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Receita Federal deflagraram, na manhã de terça-feira, 26, a operação Câmbio Barriga Verde, para apurar movimentações irregulares no mercado de câmbio, em Santa Catarina. Na ação, foram cumpridos 22 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal em Criciúma/SC.

Cerca de 100 policiais federais, membros do MPF e servidores da RF cumpriram as buscas em endereços de pessoas físicas e jurídicas, nas cidades catarinenses de Florianópolis, São José, Criciúma, Garopaba, Imbituba, Urussanga e Itajaí, e, ainda, na cidade de Caxias do Sul, no Rio do Grande do Sul.

As investigações tiveram início a partir do recebimento de informações acerca de movimentações atípicas envolvendo empresas atuantes no mercado de câmbio, seus sócios, pessoas físicas e jurídicas relacionadas. Conforme apurado, a principal empresa investigada, apesar de apresentar faturamento anual de cerca de 7 milhões de reais, movimentou, entre 2013 e 2019, quantia superior a um bilhão de reais.

Apurou-se, ainda, a existência de diversos depósitos realizados por terceiros, em volume total superior a 2 milhões de reais, destacando-se transações com pessoas físicas que já possuíram vínculo empregatício com a empresa investigada.

Os investigados, na medida de suas participações, poderão responder pelos crimes de operação ilegal de câmbio, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Balanço Operação Câmbio Barriga Verde
Numerário apurado, dinheiro em espécie:
• Reais R$ 755.418,00
• Dólares $ 225.779,00
• Euros € 122.377,00
• Apreensão de três armas irregulares
• Um preso em flagrante (liberado após pagamento de fiança), proprietário das armas