Transtorno de ansiedade: você tem?

A pandemia fez aumentar em mais de 25% o número de casos de depressão e ansiedade em todo o mundo e o Brasil é o país com mais casos de ansiedade, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Por isso, nunca se falou tanto em saúde mental como nos últimos dois anos.

Preocupação excessiva, pensamentos que não param, medo do novo, coração acelerado, mãos suando, tensão muscular, dor no peito, insônia, enjoo e sensação de que tudo vai dar errado são alguns dos sintomas mais comuns da ansiedade.

Vale lembrar que a ansiedade é uma emoção natural do ser humano e possui função protetiva, ou seja, sentir-se ansioso antes de uma prova ou um evento, por exemplo, é absolutamente normal. Por isso, jamais vamos deixar de sentir ansiedade. No entanto, se você percebe que esses sintomas estão prejudicando a sua vida, causando algum sofrimento intenso, te paralisando, sugiro que busque ajuda com um profissional da saúde mental (psicólogo e/ou psiquiatra).

O transtorno de ansiedade não tem cura, mas tem tratamento. Atualmente, e comprovado cientificamente, a abordagem considerada “padrão-ouro” para o tratamento de ansiedade é a Terapia Cognitivo Comportamental. É uma abordagem com início, meio e fim (o que não torna o processo longo e cansativo), é focada no presente e no futuro e destaca-se, também, nos tratamentos de depressão, compulsão, transtorno alimentar, TOC, transtorno bipolar, TDAH, fibromialgia, insônia, pânico, abuso de substâncias, fobias, entre outros.

Cuida da sua saúde mental e tenha uma vida mais leve e feliz!

_____________

Karine Kjellin é psicóloga clínica com especialização em Terapia Cognitivo Comportamental e possui outras formações como Diagnóstico em Psicopatologia, Psicofarmacologia, Emagrecimento e Obesidade, entre outras.

Contatos: (48) 99918-9602 | @karinekjellin  |  atendimento presencial e online